10 comportamentos que você deve conhecer para ser feliz no casamento

10 comportamentos que você deve conhecer para ser feliz no casamento

Tempo de leitura: 7 minutos

É muito comum que muitas pessoas me procurem para entender a verdade oculta sobre os relacionamentos saudáveis. Talvez, o ponto crucial é compreender que apesar de estar em um relacionamento, ambos possuem suas vidas independentes um do outro.

Pense comigo: trabalhamos em lugares diferentes, profissões diferentes, meio de transporte diferentes, salário e etc. 

Por mais que gostaríamos de estarmos conectados com nosso parceiro, muitas vezes fica difícil até mesmo de falar ao celular, e por mais complicado que seja, nunca deixe de ligar para dizer pelo menos um “oi”. Acontece assim com você?

É comum chegarmos em casa com cargas emocionais diferentes e, nem sempre nosso parceiro percebe que não estamos para brincadeiras ou coisa semelhante. Ou então que estamos realmente precisando de uma atenção especial para contar sobre nosso dia, independente se aconteceu um fato positivo ou negativo. 

Quando isso acontecer, não corra o risco esperando que ele perceba por si próprio, faça um favor a você e a ele e avise-o para que uma atitude seja tomada.

Infelizmente algumas grandes discussões acabam acontecendo devido ao estresse vivido durante o dia, querendo ou não, é em casa que muitos casais explodem. Um fato que possui explicação. 

É em nosso lar que fugimos de tudo que está lá fora, no trabalho não podemos falar com nosso chefe de igual para igual, se ele nos encher a paciência, temos que baixar a cabeça e aceitar.

Já em casa as coisas não funcionam assim, lá somos iguais e tudo que esperamos é um pouco de paz e descanso, contudo, às vezes nosso parceiro também não teve um dia bacana e é neste momento que a casa vem abaixo literalmente falando. 

O local de encontro para recarregarmos nossas baterias acaba se tornando um verdadeiro campo de batalha.

E para isso, temos alguns comportamentos, que vale muito prestar atenção:

1 – Atenção ao estresse!

Da mesma forma que deixamos nossos problemas pessoais na gaveta do trabalho, precisamos deixar os problemas profissionais no portão de casa. Não descarregue sua indignação ou frustração nas pessoas que fazem parte de sua família, apenas converse.

2 – Perceba seu nível de raiva durante uma discussão!

Ao discutir com seu cônjuge, não erga a voz, pondere sempre e caso ele ou ela erguer a voz, lembre-o que está falando alto e não precisa gritar, provavelmente abaixará o tom de voz e estarão a meio caminho do término da discussão.

Então, tome cuidado com suas certezas. A cegueira emocional nos cegam e a Monja Coen fala sobre o turbilhão emocional que muitas vezes nos domina e nos impede de ver a realidade. A raiva causa isso também.

Veja abaixo o que ela fala:

3 – O que acontece em Vegas, fica em Vegas. Problemas do casal, são problemas do casal.

Evite falar mal das atitudes de seu parceiro para amigos ou amigas, os problemas do casal devem ser resolvidos pelo casal e não por terceiros. 

Tome muito cuidado com quem chorar suas pitangas, não sabemos quem possa estar interessado em ver o nosso lar consumido por desavenças.

Caso a sua necessidade de entender a situação e digerir seus sentimentos esteja a ponto de sufocar-se, procure um profissional habilitado e capacitado a entender sua demanda e auxilia-lo(a) no processo.

4 – Conversem sobre as suas particularidades!

É comum o casal ter diferenças, afinal de contas, estamos falando de dois seres humanos completamente diferentes que se apaixonaram e decidiram compartilhar suas vidas. 

Problemas, todos os casais mais apaixonados possuem, apenas não cometam o erro de lavar a roupa suja com telespectadores, isso é de interesse apenas do casal, portanto, sem ficar cobrando um ao outro na frente de outras pessoas, isso gera intrigas, desgosto e possivelmente, separações.

5 – Carência afetiva ou sexo não é o problema!

Jamais utilizar a falta de sexo, palavras, carinho ou seja lá o que for para banir um ao outro, todas as diferenças e problemas precisam ser solucionados de maneira sábia e adulta. Retaliações geram retaliações e distanciamento.

Entender que o sexo é algo natural, preciso e fundamental para uma boa vida saudável pessoal e do casal é um ótimo começo. Mas, assumir e perceber que não estão bem neste assunto e buscar ajuda, buscar entender onde estão se desencontrando e adquirir novos conhecimentos, é sinônimo de amor próprio e amor presente no casal. É investir no futuro da relação!

6 – Hábitos são construídos ao longo da história de vida, não critique.

Amor, carinho, atenção, cuidado e etc. também são hábitos.

Não critique algo que sempre fez parte de seu parceiro, por exemplo, quando vocês namoravam, ele jogava futebol todos os domingos das 9 as 12, você conviveu com esse costume durante os quatro anos que namoraram antes de casar, não seria correto de sua parte, depois de casada querer mudar algo que sabe que faz parte da realidade dele.

É preciso saber respeitar um ao outro e continuar aceitando o que aceitou no início da relação. Agora, caso for algo que passou a lhe incomodar, não tente mudar, em vez disso, sugira apenas melhorias e prepare-se para aceitar da melhor maneira possível.

7 – Escolha sempre a Alegria!

Manter o bom humor é extremamente importante nos relacionamentos. É com ele que superamos os problemas e relaxamos para encontrar nossas soluções.

Caso esteja de mau-humor, reflita a respeito da situação que o levou a tal estado, caso for profissional, deixe fora de sua casa, caso seja a sua parceira, talvez seja o momento de sentar e conversar sobre o que lhe incomoda.

8 – Olhe para você.

Muitos casais depois de se casarem acabam relaxando em diversos campos do relacionamento, param de se pentear, de passar perfume, arrotam, soltam gases e etc. 

Tome cuidado com certas intimidades, claro, acidentes podem acontecer, mas quando os acidentes mais parecem premeditados, pode assustar o parceiro. 

Não deixe de se cuidar.

9 – Incentive o outro, gratidão faz bem!

Não deixe de elogiar, de observar, de beijar e de estar perto da pessoa que escolheu para chamar de marido ou esposa. 

O casamento fortifica os laços de amor, mas são as atitudes que perpetuam e fortalecem esses laços, portanto, não pense que depois de casar não precisamos mais conquistar ou sermos gentis, é depois desse marco de nossas vidas que precisamos mostrar ainda mais aquilo que verdadeiramente sentimos.

10 – Conheça-te, sempre!

Todas as dicas vistas por aqui podem variar mediante as pessoas, podem dar certo como não podem, tudo é questão de querer dar certo, por exemplo, se o seu cônjuge não estiver feliz contigo e quiser a separação, não haverá dicas suficientes para salvar o casamento, pelo contrário, poderá até fazer algumas, mas não surtirá efeitos pelo fato dele querer estar fora de sua vida. 

É preciso ser direto, não podemos travar batalhas contra nosso cônjuge, por isso, para essas dicas darem certo é preciso que ambos decidam fazer para o bem do casal, pois até mesmo a felicidade deve ser conversada, compartilhada e batalhada para ser alcançada. 

Neste Treinamento Online você obterá conhecimentos básicos sobre o funcionamento da Consciência, ampliando seus horizontes e as relações Intra, Interpessoal e Sistêmica.

Quero reservar minha vaga agora!

Bônus!

Um relacionamento romântico pode ser uma das melhores experiências de nossas vidas. Quando bem cuidado, ajuda a nos tornamos pessoas melhores, realizar sonhos, despertar diferentes lados de nós mesmos e trazer mais felicidade para nossas vidas.

Pensando nisso, desenvolvi um e-book que eu conto o que nunca ninguém te contou sobre Relacionamentos Amorosos. Faça agora mesmo o download gratuito e simplesmente “devore” o livro, pois pode ter certeza de que ele mudará completamente sua forma de ver os seus relacionamento.

Baixe sua cópia clicando aqui.

Aquele abraço,

Boa sorte a todos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *